Minha Vida - Saúde, Alimentação e Bem-Estar

Dê um basta de uma vez por todas nas estrias

Novos tratamentos te ajudam a não sofrer com as manchas na pele

Por Especialista


Bem na hora de colocar uma roupa mais curta ou um biquíni, as estrias incomodam. Muita gente diz que nem percebe, mas, pra quem tem, elas saltam aos olhos. É difícil se esquecer dessas marcas na pele, mesmo porque as estrias podem acompanhar você desde a fase de crescimento.

Isso porque se tratam de fissuras formadas por distensão excessiva da pele, consequência do crescimento rápido na puberdade ou pelo aumento de peso, tanto na obesidade quanto na gravidez ou em decorrência de distúrbios hormonais.

Além desses casos, o uso prolongado de medicamentos corticóides em cremes faz com que a pele ganhe esse efeito "listrado" tão indesejado. Mas você vai ver nas próximas linhas que não precisa mais sofrer com esse problema, não! 

Isso é estria?

Quando acabam de apontar na pele, as estrias têm aparência elevada e levemente avermelhada (em alguns casos podem ser brancas também) e sempre costumam coçar. Depois de um tempo, as estrias ficam brancas e, ao passar a mão, você sente que elas formam depressões na pele.

Diferentemente da celulite, homens e mulheres podem ter estrias com a mesma facilidade. Mesmo assim, é mais comum nas mulheres, principalmente por conta da gravidez.

As grávidas precisam controlar o peso com bastante rigor. As outras pessoas devem fazer uso de cremes ou óleos hidratantes indicados pelo dermatologista, isso se deve ao fato de que a pele que é bem hidratada sofre menos distensão. Os cosméticos à base de óleo de semente de uva costumam ser bastante eficazes.

Tratamentos

Estrias recentes: para essas, o tratamento é mais fácil e recupera a pele totalmente, evitando o aspecto de "depressão". Dos inúmeros tratamentos que existem, a aplicação de cremes e peelings à base de ácido retinoico mostrou-se o método mais eficaz. Além desses, o laser tem se mostrado bem importante no tratamento de estrias recentes e é feito em sessões mensais cujo número dependerá da largura e da localização das estrias. As mais finas, por exemplo, desaparecem por completo logo nas primeiras sessões.

Estrias tardias: até pouco tempo atrás, os tratamentos para esse tipo de estria não surtiam muito efeito, o máximo que davam conta era suavizá-las levemente. Agora, com a transcisão, livrar-se desse tipo de estria ficou possível. Tanto que o método já virou um dos queridinhos dos dermatologistas.

A transcisão é feita a partir da capacidade que a pele possui de se reparar após ser lesionada. Para tanto, o médico introduz nas regiões afetadas uma agulha de grosso calibre específica para esse procedimento e irá cortar as fibroses do local na parte superior, inferior e laterais da lesão. Por se tratar de uma cirurgia, esse procedimento pede anestesia local e deve ser feito em centro cirúrgico ambulatorial.

Já é possível notar os resultados nas primeiras semanas após o procedimento, embora os resultados finais sejam observados em até seis meses, tempo necessário para que seja concluída a remodelação do colágeno e a reparação da pele. A grande notícia é que todas as estrias tardias respondem ao tratamento, independente do tempo de surgimento, da largura e da localização.

Estrias antigas podem voltar?

Não, de jeito algum, mas esse tratamento não impede que novas estrias surjam na sua pele. Nesse caso, o jeito é se cuidar sempre. 

Cuidados posteriores

"Uma pele bem hidratada sofre menos distensão. Os cosméticos à base de óleo de semente de uva costumam ser bastante eficazes"

Por se tratar de uma cirurgia, é recomendável evitar praticar exercícios físicos por sete dias e não se expor ao sol até o fim do tratamento ou você corre o risco de ganhar uma pele manchada. Outra recomendação é ficar com curativo compressivo por sete dias. Usar cinta compressiva por dois meses e utilizar cosméticos domiciliares específicos prescritos pelo médico.

Viu só? A partir de agora, você não precisa mais sofrer nem se esconder com vergonha das estrias. Procure seu dermatologista e converse com ele. A transcisão já é uma prática conhecida no Brasil e, graças aos cursos nessa especialidade, fica fácil encontrar um profissional capaz de realizar esse procedimento. Lembre-se que o melhor investimento é na nossa auto- estima. Cuide-se e sua pele irá agradecer!  


Este conteúdo ajudou você? Já ajudou você e + 1254 pessoa(s) Já avaliou

Imprima

Erro

erro

Comente

Compartilhe

Mais sobre:

 Daniela  Hueb

Escrito por:

Daniela Hueb

Dermatologia e medicina estética

Ajudou 106402 pessoas


siga o minha vida e melhore sua qualidade de vida

Saiba mais

Copyright 2006/2014 Minha Vida - Todos os direitos reservados

"As informações e sugestões contidas neste site têm caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e o acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas."


Copyright 2008 Yahoo! Todos os direitos reservados