Foliculite

Visão Geral

O que é Foliculite?

Foliculite é a inflamação de um ou mais folículos pilosos que pode ocorrer em qualquer lugar da pele aonde se encontrem os folículos.

Tipos

Foliculite pode ser de dois grandes tipos distintos: superficial ou profunda.

Foliculite superficial

A foliculite superficial, que costuma ser a mais comum, afeta apenas a parte superior do folículo piloso. Foliculite superficial pode ser:

  • Foliculite Estafilocócica
  • Foliculite por pseudômonas (foliculite da banheira quente)
  • Pseudofoliculite da barba
  • Foliculite Pitirospórica

Foliculite profunda

A foliculite profunda, apesar de mais rara, é uma espécie de complicação da foliculite superficial - podendo, inclusive, levar ao surgimento de furúnculo. Foliculite profunda pode ser classificada, ainda, em:

  • Sycosis barba
  • Foliculite gram-negativo
  • Furúnculos e carbúnculos
  • Foliculite eosinofílica

Causas

Foliculite é causada por uma infecção viral, bacteriana ou fúngica dos folículos capilares. Geralmente, a causa mais comum de foliculite é a bactéria Staphylococcus aureus (estafilococo).

Os folículos estão presentes em todo o corpo, com exceção das palmas das mãos, plantas dos pés e membranas mucosas, como os lábios. Eles são mais densos no couro cabeludo. Se eles forem danificados, ficam mais sujeitos à infecção.

As causas mais comuns de danos ao folículo capilar incluem:

  • Lesão ao se barbear ou atrito provocado por roupas muito apertadas
  • Transpiração excessiva
  • Condições inflamatórias da pele, como dermatite e acne, por exemplo
  • Lesões gerais da pele, como escoriações ou feridas cirúrgicas
  • Curativos de plástico ou fita adesiva aplicados sobre a pele.

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode desenvolver foliculite, mas certos fatores pode tornar uma pessoa mais suscetível à doença. Estes incluem:

  • Condições médicas que reduzam sua resistência a infecções, tais como diabetes, leucemia crônica, transplante de órgãos e infecção por HIV/AIDS
  • Condições de pele pré-existentes, como acne ou dermatite
  • Trauma para a sua pele associada à lesão ou cirurgia
  • Uso de antibióticos para tratar acne
  • Corticoterapia tópica
  • Obesidade
  • Exposição a longo prazo para itens de vestuário que podem reter o calor
  • Exposição constante à água quente
  • Alterações Hormonais

Sintomas

Sintomas de Foliculite

Os sinais e sintomas da foliculite dependem do tipo de infecção:

Foliculite superficial

  • Surgimento de pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus que se desenvolvem em torno de folículos pilosos
  • Bolhas cheias de pus que se rompem e formam pequenas crostas na parte de cima
  • Pele avermelhada e inflamada na região infeccionada
  • Coceira ou sensibilidade na região infeccionada.

Foliculite Estafilocócica

Tipo comum da doença, a foliculite estafilocócica ocorre quando os folículos pilosos são infectados com bactérias Staphylococcus aureus (estafilococos). É caracterizado por coceira, inflamação com pus e pode ocorrer em qualquer região do corpo que possua pelos. Quando afeta área da barba de um homem, é chamada de coceira do barbeiro também. Embora os estafilococos vivam na pele o tempo todo, eles podem causar problemas quando entram no corpo por meio de um corte ou outro ferimento, como arranhões ou outras lesões na pele.

Foliculite por pseudômonas (foliculite da banheira quente)

As bactérias pseudômonas proliferam em ambientes aquáticos em que os níveis de cloro e o pH não são bem regulados, como banheiras de hidromassagem, por exemplo. A infecção aparece entre oito horas a cinco dias após a exposição à bactéria. Este tipo de foliculite é caracterizada por erupções vermelhas que coçam e, mais tarde, por bolhas com pus que também costumam aparecer. Áreas que ficam úmidas por mais tempo são as mais propensas à infecção, como as áreas cobertas pela roupa de banho.

Pseudofoliculite da barba

Trata-se de uma inflamação que só costuma afeta homens, pois os folículos pilosos infeccionadas são os localizados na área da barba. Quando há foliculite, os pelos raspados, ao crescerem, se curvam e voltam para o interior da pele, processo que leva à inflamação e, às vezes, a cicatrizes na face e no pescoço também.

Foliculite Pitirospórica

Comum em adolescentes e homens adultos, este tipo de foliculite é causado por um fungo que causa inflamações avermelhadas, que coçam, nas costas e no peito. Pode afetar também o pescoço, os ombros, braços e a face.

Foliculite profunda

  • Surgimento de uma lesão maior, elevada e com pus amarelado no meio
  • Região afetada fica muito sensível e dolorida
  • Coceira
  • Possíveis cicatrizes
  • Pode haver, também, destruição do folículo piloso.

Sycosis barba

Neste tipo de foliculite, ocorre inflamação em todo o folículo piloso após o barbear. Pequenas inflamações aparecem primeiro no lábio superior, queixo e mandíbula. Podem aparecer constantemente com o barbear contínuo. Em casos mais graves pode deixar cicatrizes.

Foliculite gram-negativo

Costuma se desenvolver quando a pessoa usa antibióticos por longo tempo para tratar acnes. Surge principalmente no nariz. Esses medicamentos alteram o equilíbrio normal da pele, fazendo com que organismos nocivos se desenvolvam, como as bactérias gram-negativas. Na maioria das pessoas não há grandes problemas, principalmente após cessar o uso dos medicamentos. Mas elas podem se espalhar pelo rosto e causar lesões graves.

Furúnculos e carbúnculos

Ocorre quando há infecção com estafilococos. É uma inflamação inchada e bem avermelhada. Conforme a quantidade de pus no interior aumenta, a região se torna mais dolorosa. Quando as lesões são muito grandes, pode haver o surgimento de uma cicatriz futuramente. O carbúnculo é um aglomerado de furúnculos, que muitas vezes ocorre na parte de trás do pescoço, ombros, costas e coxas. São infecções mais profundas e graves do que um único furúnculo e que quase sempre deixam pequenas cicatrizes.

Foliculite eosinofílica

Acomete principalmente pessoas com HIV. É caracterizada por manchas inflamadas, feridas com pus, principalmente no rosto e, às vezes, nos braços, que podem coçar. As feridas costumam se espalhar e deixam as áreas afetadas mais escuras do que a pele normal. A causa exata da foliculite eosinofílica não é conhecida, embora possa envolver o mesmo fungo responsável pela foliculite pitirospórica.

Diagnóstico e Exames

Buscando ajuda médica

Muitas vezes, foliculite passam sem necessidade de tratamento. Caso você perceba que os sintomas não desaparecem e que a infecção está se espalhando, procure um dermatologista.

Na consulta médica

No consultório do médico, descreva todos os seus sintomas, tire suas dúvidas e responda corretamente às perguntas que o médico poderá lhe fazer, que costumam ser:

  • Há quanto tempo começou a infecção?
  • Você já foi diagnosticado com outras infecções de pele?
  • Você costuma ficar exposto à água quente?
  • Os sintomas são ocasionais ou frequentes?
  • Você sente coceira ou dor ao tocar a área afetada?
  • Você tomou medidas caseiras para tratar os sintomas? E funcionou?
  • Você já realizou algum tratamento para estas lesões?
  • Você atualmente está em tratamento de alguma doença?

Diagnóstico de Foliculite

O diagnóstico de foliculite é feito, basicamente, por meio de um exame físico e da observação médica. Testes laboratoriais feitos após a extração de uma pequena amostra das pústulas podem indicar qual a causa exata da foliculite do paciente. Saber se trata-se de uma infecção viral, bacteriana ou fúngica é fundamental para se definir o tipo exato de tratamento.

Tratamento e Cuidados

Tratamento de Foliculite

O tratamento para foliculite depende muito do tipo da doença:

Foliculite Estafilocócica

O tratamento pode ser com antibiótico tópico, oral ou uma combinação dos dois. Também pode ser recomendado alguns cuidados caseiros, como evitar raspar a área, até que a infecção sare totalmente.

Foliculite por pseudômonas (foliculite da banheira quente)

O tratamento se dá normalmente com loções para aliviar a coceira, antibióticos são receitados raramente.

Pseudofoliculite da barba

Cuidados caseiros bastam para tratar esse tipo de foliculite. Usar o barbeador elétrico pode ser uma opção para evitar que a infecção volte a ocorrer novamente. Ao se barbear, procure utilizar água morna, massagear os pelos para que eles fiquem mais amolecidos, ao passar o barbeador faça-o no sentido do crescimento dos pelos. E após terminar o processo, passe um hidratante.

Foliculite Pitirospórica

Para este tipo de foliculite, antifúngicos tópicos ou orais são os tratamentos mais eficazes e mais indicados pelos especialistas.

Sycosis barba

Compressas e aplicação de antibiótico local são os tratamentos mais utilizados.

Foliculite gram-negativo

Apesar de este tipo de foliculite ser provocado pelo uso prolongado de antibióticos, medicamentos tópicos deste tipo ainda são a melhor forma de tratamento, pois agem diretamente sobre a infecção bacteriana.

Furúnculos e carbúnculos

Para tratar esse tipo, o médico costuma drenar a infecção com uma pequena incisão para aliviar a febre e a dor. No caso dos carbúnculos, pode ser necessário usar antibióticos para ajudar na melhora dos sintomas.

Foliculite eosinofílica

Neste tipo de foliculite, os corticosteroides são o melhor tratamento. Em casos mais graves, é necessário entrar com a medicação oral também. Em pacientes com HIV, além dos esteroides tópicos, o médico pode receitar anti-histamínicos via oral também.

Convivendo (prognóstico)

Convivendo/ Prognóstico

Os casos leves de foliculite geralmente respondem bem aos cuidados caseiros. As sugestões a seguir podem ajudar a aliviar o desconforto, acelerar a cura e evitar que a infecção se espalhe por outras partes do corpo. Confira:

  • Aplicar um pano úmido quente ou pressionar a área afetada várias vezes ao dia para aliviar o desconforto e ajudar na desinfecção
  • Tente uma loção de aveia ou um creme de hidrocortisona para ajudar a aliviar a coceira na pele
  • Delicadamente, lave a pele infectada duas vezes ao dia com sabão antibacteriano. Em seguida, aplique uma pomada antibiótica vendida sem necessidade de prescrição médica em farmácias. Use um pano limpo e toalha suave para secar a cada vez que você lava
  • Evite raspar a pele irritada. Se você tem que fazer a barba, usar um barbeador elétrico em vez de uma lâmina, e aplique uma loção pós-barba calmante quando você tiver acabado. Além disso, procure fazer a barba no sentido do crescimento do pelo e não contra ela
  • Não compartilhe toalhas ou panos e lave-os com bastante água quente e sabão após utilizá-los. Lave as roupas que cobrem as áreas afetadas depois de usá-las também.

Complicações possíveis

Os casos leves de foliculite não costumam causar complicações. No entanto, elas podem ocorrer em casos mais graves. A infecção pode se espalhar pelo restante do corpo e se tornar um problema recorrente para a pessoa. As outras possíveis complicações incluem:

  • Furunculose. Essa condição ocorre quando um número considerável de furúnculos se desenvolvem sob a pele
  • Cicatriz. Foliculite severa pode deixar cicatrizes ou manchas de pele que são mais escuras do que o normal
  • Destruição do folículo piloso, o que pode levar à perda de cabelo permanente.

Expectativas

A foliculite geralmente responde bem ao tratamento, mas pode voltar. Se não tratada, pode levar a complicações mais graves. Muitas vezes os sintomas desaparecem sozinhos, mas, na dúvida, procure um dermatologista para obter assistência médica correta.

Prevenção

Prevenção

Embora nem sempre seja possível evitar foliculite, algumas medidas podem ajudar:

  • Evite usar roupas muito apertadas
  • Depile-se com cuidado. Aos homens, outra dica é usar um barbeador elétrico ou uma lâmina nova cada vez que for fazer a barba. Tenha cuidado especial para manter a área limpa e raspada para evitar arranhões e pequenos cortes
  • Mantenha banheiras sempre limpas.

Fontes e referências

  • Revisado por: Dr. Francisco Le Voci, coordenador do Departamento de Cabelos da Sociedade Brasileira de Dermatologia
  • Ministério da Saúde
  • Sociedade Brasileira de Dermatologia
Este conteúdo ajudou você?
Sim Não

Mais Sobre

;
Copyright 2008 Yahoo! Todos os direitos reservados